Cumprimentar, segundo a definição do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, é dirigir ou fazer cumprimentos a. Há várias formas de cumprimentar, mas hoje vamos debruçar-nos sobre o aperto de mão.

Sendo uma das formas de cumprimento usada em ambientes formais, pode ser feita no início ou final dos encontros, reuniões, eventos religiosos ou outros. 

Deve ter-se em conta, que o aperto  de mão é uma forma de comunicação não verbal, que transmitirá a primeira imagem de cada um de nós, quando por exemplo, somos apresentados. Sendo essa imagem, por norma, a que perdura.  

O aperto de mão deve ser, sempre, dado de pé, com o braço esquerdo posicionado ao longo do corpo, utilizando a mão direita (em posição vertical). Deve sorrir-se e manter o contacto visual, dizendo os cumprimentos adequados à situação. O aperto de mão deve ser firme sem ser demasiado apertado. 

Algumas situações a evitar quando se dá um aperto de mão:

  • Que seja demorado
  • Que seja dado com a ponta dos dedos
  • Que seja de toque (como punho)
  • Ter as mãos suadas
  • Ter uma mesa a separar as duas pessoas que se cumprimentam 
 
Lembre-se,  a iniciativa do cumprimento deve ser da pessoa de maior estatuto,  devendo esta ser a primeira a estender a mão. 

Esperamos que estas notas sejam úteis aos nossos seguidores. Até breve!

SR

Para ilustrar este artigo partilhamos um vídeo da especialista de etiqueta Diane Gottsman, sobre o aperto de mão. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *