Boas maneiras em visitas hospitalares

O tema deste artigo, pode ser polémico, uma vez que as visitas a unidades hospitalares são situações que podem causar constrangimentos. Nem sempre o paciente, família e visitantes têm a mesma perspetiva do que são boas maneiras durante a visita.

Tenha em atenção alguns detalhes que podem proporcionarScreen Shot 2012-07-19 at 10.10.59 PM uma visita hospitalar, sem  constrangimentos e/ou perturbação na unidade hospitalar:

  • Qualquer que seja a unidade hospitalar deve manter-se silêncio ou falar em tom moderado, ter um comportamento discreto e proceder à desinfecção das mãos antes de entrar no quarto de quem for visitar.
  • Respeite sempre as normas da unidade hospitalar, horários e indicações médicas ou do staff.
  • Visite apenas pessoas com quem tem intimidade. Estar internado é uma situação de fragilidade, pelo que pode haver casos em que o paciente não se sinta bem a receber visitas.
  • Não faça visitas de surpresa, verifique sempre se é oportuno, quer seja com o paciente, no caso de lhe ser próximo, ou com a respectiva família.
  • Ao chegar, bata na porta do quarto e aguarde um pouco, só entre depois. Não se sente na cama do paciente nem mexa em nenhum aparelho.
  • A visita deve ser curta, para não cansar o paciente. Não fique mais do que o tempo necessário e adequado.
  • Dependendo de cada unidade hospitalar, o número de visitas pode ser limitado. Também aqui deve ter o cuidado de não demorar e de perguntar se há outros visitantes à espera.
  • Dê ânimo ao paciente, o tema de conversa deve ser positivo, em tom cordial e simpático. Se o paciente quiser falar, ouça atentamente. Não aborde assuntos que possam causar preocupações. Se perceber que o doente está a ficar cansado, despeça-se e saia de imediato.
  • Se quiser levar uma pequena prenda, escolha um livro/revista, um jogo ou uma moldura com uma fotografia. Se quiser levar flores ou comida, pergunte primeiro se é permitido.
  • Se estiver no período da visita e for hora da refeição, retire-se e volte um pouco mais tarde.
  • Evite levar crianças a visitar pacientes nas unidades hospitalares. Não sendo possível, que a criança fique ao cuidado de alguém enquanto faz a visita, pergunte antecipadamente se é possível levá-la. Explique-lhe que não deve fazer barulho ou brincar de forma a que perturbe os pacientes que se encontram internados. Neste caso reduza o tempo de visita.
  • Quando o paciente que visita estiver num quarto partilhado, tenha o cuidado de cumprimentar os outros pacientes e quando sair desejar-lhes as melhoras.
  • Quanto a si, se estiver/sentir doente, adie a visita. Lembre-se ainda que se for visitar alguém, não use um perfume demasiado intenso.

Se tiver interesse por este tema pode ler também: 10 Hospital Etiquette Tips ou os capítulos dedicados a este tema nos livros “Etiqueta e Boas Maneira” de Ana São Gião e “Saber Ser, Saber Estar e Saber Viver” de Isabel de Brito e Cunha, que já foram sugestão de leitura no Ateliê de Etiqueta.

Até breve!

 

Deixar uma resposta